História do Instituto

Mère Saint Jean

Mère Saint Jean – co-fundadora do IRSCM

Padre Gailhac foi um grande empreendedor,  que soube firmar parcerias e envolver  aqueles que podiam ajudá-lo. Assim pode contar com a generosidade de muitos colaboradores, dentre eles a senhora Apollonie Pélissier Cure e seu marido. Após ficar viúva, Apollonie consagrou-se à vida religiosa, passando a se chamar Mère Saint Jean. Nela, Pe. Gailhac encontrou disposição e coragem para fundar o Instituto das Religiosas do Sagrado Coração de Maria, Virgem Imaculada, em 24 de fevereiro de 1849.

O Instituto foi marcado, desde o início,  pelo carisma de Gailhac e por uma espiritualidade que se aproxima do Cristo compassivo, expressa na Parábola do Bom Pastor, que veio “Para que todos tenham vida” (Jo 10,10).

casa-mãe em Béziers, sul da França

casa-mãe em Béziers, sul da França

O espírito missionário incentivou as Religiosas do Sagrado Coração de Maria a lançar as bases do Instituto em diversos países:

  •      França – 1849
  •      Irlanda – 1870
  •      Portugal – 1871
  •      Inglaterra 1872
  •      Estados Unidos – 1877
  •      Brasil – 1911
  •      Espanha 1911
  •      Itália – 1930
  •      Países de Gales – 1939
  •      Canadá – 1943
  •      Colômbia – 1947
  •      Moçambique – 1952
  •      México – 1954
  •      Zimbábue – 1956
  •      Zâmbia – 1966
  •      Mali – 1971
  •      Escócia – 1971

Atualmente, as religiosas encontram-se nas seguintes localidades:

França, Brasil, Irlanda, Inglaterra, Escócia, Itália, País de Gales, Portugal, Estados Unidos, México, Moçambique, Zâmbia, Zimbabwe, Timor Leste.

O Instituto no Brasil  

Em 11 de março de 1911, as ousadas irmãs portuguesas Maria de Aquino Vieira Ribeiro, Maria de Assis e Santa Fé  pisaram em terras brasileiras, movidas pela audácia própria de quem é apaixonado pelo Projeto de Deus: “ Para que todos tenham Vida”. (Jo 10,10)

No Brasil, as três irmãs foram capazes de transformar as dificuldades e desafios em oportunidades, expandindo o Instituto com a criação de colégios e orfanatos. O número de Religiosas foi se multiplicando e, de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, onde iniciaram a missão, passaram a trabalhar também em São Paulo, no Espírito Santo, no Rio Grande do Sul, no Paraná, em Brasília, na Paraíba, na  Bahia e em Goiás. Os ministérios foram se diversificando para atender às necessidades e aos apelos da Igreja Católica.

Hoje, as Religiosas estão atuando atuam em Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo,  Espírito Santo e Bahia.

Nossos Ministérios

Nossa Missão é a defesa da vida, que se amplia em todos os espaços a que somos chamadas e enviadas. Trabalhamos em colaboração com leigos e com a Família Ampliada SCM. A Província Brasileira atua nas seguintes áreas/ministérios:

  • Educação – Escolas
  • Ação Social Junto os Excluídos
  • Projetos socioeducativos com crianças, adolescentes e mulheres
  • Estudos bíblicos – Teológica
  • Trabalho com a Juventude
  • Animação Vocacional
  • Rede JPIC (Justiça, Paz e Integridade da Criação)

2 respostas em “História do Instituto

  1. Há ainda outras irmãs que trabalham na organização das comunidades de base, Círculos Bíblicos, População de rua e Movimento de Mulheres. Há experiências bonitas no empoderamento de Mulheres, geração de renda, e estamos na ONU pelo JPIC e na luta contra o tráfico de seres humanos. Um grande trabalho é realizado junto com os nossos colaboradores, assim somos mais fieis ao carisma e o sonho de Deus.Vida para todos

  2. Revisitando esta nossa bonita História aqui publicada, fiquei pensando em mais uma de suas “páginas”, vivida ontem, com a Comunidade Educativa do SAGRADO/BH. E imagino ali o nosso querido Pe.Gailhac, feliz e “orgulhoso”, no meio daqueles seus filhos e filhas espirituais, numa convivência que mais parecia “uma festa no céu”! Qual irmãos e irmãs que se apreciam e se completam nos seus diferentes dons, ali estávamos felizes e “brindando” mais um ano de trabalho dedicado de educadores de crianças, adolescentes, jovens.e adultos! Colégio e Projeto Sócio-Educativo! Parabéns, Trio Gestor! Parabéns, educadores e educadoras que, através de atribuições variadas e complementares, formavam ontem um lindo grupo de seguidores e seguidoras de Gailhac no cuidado “PARA QUE TODOS TENHAM VIDA”!
    Ir.Rosinha,RSCM.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s