Noviça relata missão em Espinosa – Cachoeira

Chegamos a Espinosa; na paróquia de Espirito Santo, 50 missionários de várias congregações, e fomos recebidos pelos dois párocos das duas Paróquias: Paróquia do Espírito Santo e Paróquia São Sebastião.

Depois da recepção, houve missa do envio dos missionários às paróquias.

Eu fui enviada à Paróquia Espírito Santo, na comunidade Nossa Senhora Aparecida- Cachoeira, juntamente com um seminarista Guilherme e o Irmão Marcos.

Chegamos à comunidade N.S. Aparecida e fomos recebidos pela coordenadora da comunidade, que nos levou até a casa dela, onde residimos toda a semana da missão.

Foi uma boa experiência.

Na preparação da viagem para a missão, estava com muito receio de viajar, por medo de não saber para onde iria fazer a missão, com quem estaria e como iria fazer a missão.

Por isso foi um momento de muitos medos, desânimo, desconfianças e muito mais outros medos. Mas, depois de viajar e sermos bem recebidas nas comunidades, tudo começou a diminuir. Já não tinha mais medo, era um momento de muita alegria e muito animada para a missão.

Sendo a primeira vez de missão, no primeiro dia senti ser desafiante, escutar a necessidade das pessoas, os problemas familiares que eles passam… E nem todos nos acolhiam nas suas casas, por isso foi desafio para mim.

Mas a partir do segundo dia, fui percebendo qual o meu papel com as pessoas, e fui vendo que sou capaz.

Foi um momento de dar e receber, momento de muitas amizades, muitas alegrias, lembranças… e lembrei-me logo que isso é a nossa missão como RSCM: escutar e viver no meio de povo. E também percebi como as pessoas manifestam o amor. Como o povo tem sede da palavra de Deus, a fé do povo, como acolhem a palavra, o interesse das pessoas, então isso foi me dando muita força e ânimo de continuar com a missão.

Por isso digo: destruí os meus medos, a desconfiança, o desânimo. E aprendi: a confiança, a simplicidade, o amor, a humildade, a interagir com muita gente; e aumentei a minha fé, aumentei a sabedoria, refleti que a minha própria vocação se coordena com a missão das RSCM.

Foi uma iniciativa que me ajudou muito. E agora estou animada em continuar a Missão.

Durante as visitas, também passávamos nos lugares que não havia caminho. Pulando a cerca para chegar numa casa.
Encontro com as crianças.
Rosita com o grupo de jovens da comunidade, encenação do teatro da Sexta-feira Santa.
Anúncios

Uma consideração sobre “Noviça relata missão em Espinosa – Cachoeira”

  1. Estou mesmo saboreando a partilha tão bonita da nossa noviça Rosita, que se deixou “ver por dentro” na vivência desta Missão! Entre medos, receios… que bonita a descoberta mais profunda… de si mesma, da missão, das pessoas, DO DEUS QUE VAI CONOSCO AONDE ELE NOS ENVIA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s